Retoma

Tratamento para Incontinência Urinária

A incontinência não é normal

Os problemas de controle da bexiga afetam milhões de pessoas. É mais comum que problemas de visão e diabetes, duas condições que são considerados extremamente comuns.

Você não está sozinho.

A incontinência urinária não é uma parte normal do envelhecimento e é um problema de saúde grave.

Isso soa familiar?

  • Mais de 8 vezes por dia;
  • Sensação de «ter que ir agora»;
  • Planejamento de atividades no banheiro;
  • Controlar o quanto você bebe;
  • Utilização de comprimidos para controlar vazamentos.

Se for assim, o seu corpo está tentando lhe dizer alguma coisa.

A female healthcare professional talking to a patient and showing her some papers brandcentralphotos
doctor-alto-angulo-explicando-anatomia_23-2149389044

Entendendo o Organismo

É importante saber que a comunicação é essencial para o funcionamento da bexiga. A função da bexiga envolve a coordenação do cérebro e dos músculos através de nossos sinais nervosos. Como a bexiga se enche de urina, os nervos informam ao cérebro que precisa ser esvaziada. A pesquisa sugere que os problemas do controle da bexiga estão relacionados com uma má comunicação do cérebro com a bexiga. Tenha estes pontos em mente para mais tarde, quando você verá como vários tratamentos diferem um do outro.

De onde surgem os problemas de comunicação? Existem muitas causas potenciais. Alguns são tão simples como o que comemos e bebemos todos os dias ou a medicação que tomamos. Alguns estão relacionados a eventos de vida como gravidez e parto ou condições de saúde. Também pode ter ferido seu assoalho pélvico.

Músculos VS Nervos

A micção normal envolve a conexão nervosa e muscular. Quando os problemas miccionais não são solucionados com tratamentos conservadores, tipicamente tratamentos que afetam os músculos do assoalho pélvico (terapia física, anticoalinérgicos, etc.), o problema pode ser a conexão nervosa entre o assoalho pélvico e o cérebro.

EXPLICAÇÃO

A neuromodulação sacral para o controle do assoalho pélvico utiliza um dispositivo implantado para enviar mensagens elétricas aos nervos sacros que influenciam as atividades da bexiga, do intestino, do esfíncter anal e urinário, e dos músculos do assoalho pélvico.

DECISÃO

Baseado na fase de teste (avaliação), pode-se dizer se o paciente é um bom candidato para a neuromodulação sacra. A terapia avalia a resposta dos sintomas com o SNM. Resultados da fase de teste: os pacientes com redução de 50% dos sintomas são candidatos para o implante.

ScreenHunter 2602
10181

Cómo funciona a bexiga

Funcionamento do sistema urinário

O sistema urinário é um dos dois sistemas responsáveis pela eliminação de resíduos; nesse caso, através da urina. Ele consiste de muitos órgãos que trabalham entre eles, incluindo: os rins, a bexiga, o uréter e a uretra.


Os primeiros dos processos, os rins, são aqueles que recebem o sangue para filtrá-lo e libertá-lo de resíduos. Eles se encontram por trás do assoalho pélvico, abaixo das costelas. Uma vez filtrado, o resíduo (em forma de urina), viaja através dos ureteres para a bexiga, que é responsável por armazená-lo até que a evacuação seja segura (isto é, até que a pessoa possa ir ao banheiro).

O bexiga tem um formato de balão e é capaz de armazenar entre 400 e 600 mililitros de líquido. Na sua extremidade tem um esfíncter que permanece fechado enquanto o cérebro ordena dessa forma para evitar que o líquido indesejado vaze. A bexiga se expande quando ela está cheia e, quando se aproxima do seu limite de armazenamento, seus receptores enviam um sinal para o cérebro para dizer que é necessário evacuar.

Uma vez que o sinal é enviado da bexiga para o cérebro, surge no corpo a necessidade de evacuar. O cérebro é responsável pelo relaxamento do esfíncter da bexiga e, nessa altura, os músculos da bexiga se contraem para facilitar a saída do líquido; um segundo esfíncter, que está na uretra e que pode ser controlado voluntariamente, relaxa para permitir a saída de líquido.

Qando visitar o Médico?

Se está sentindo os sintomas dos problemas comuns de controle da bexiga Esse é o momento de conhecer um especialista em incontinência urinária. Este médico pode solicitar que você preencha um controle de sintomas para ter uma ideia melhor da sua experiência diária e ajudar a confirmar o seu diagnóstico.

Como posso recuperar o controle

Recuperar o controle de sua bexiga - e voltar a ter vida - é o objetivo final. Como chegar lá? Há uma série de etapas para encontrar o melhor tratamento para você. Tratamentos conservadores, tais como alterações no estilo de vida ou medicamentos orais. Além disso, existem terapias avançadas, tais como a estimulação da espinha sacral. Lembre-se que cada pessoa é única e que o que funciona para outra pessoa pode não ser adequado para você.